Benito_edited.jpg

BENITO

Saúde Criança Responder participou ativamente do processo de  acolhimento e recuperação desta família, refugiada da Republica do Congo, que buscava melhores oportunidades. 

Família chegou ao Saúde Criança Responder encaminhada pelo Serviço Social do Hospital Miguel Couto, onde Benito esteve internado várias vezes com quadro de gastroenterite aguda, vomito e diarreia (doença infecciosa e parasitaria). 

Família de refugiados oriundos da Republica Democrática do Congo. Morava em uma casa alugada na Gamboa composta de 1 cômodo e 1 banheiro. A cozinha (fogão) ficava dentro do cômodo que também era utilizado para dormir.

As repetidas crises de gastroenterites de Benito nos levaram a pesquisar o que poderia estar provocando essa enfermidade. Na visita inicial à casa da família, verificamos que os hábitos alimentares da família eram bastante peculiares e que possuíam apenas um fogareiro elétrico, de uma boca, para o preparo das refeições da família. Não possuíam filtro de água e, para economizar, comiam todos os dias uma sopa de legumes com carne de porco, cozidos rapidamente para não gastar muita eletricidade. Com a ajuda de nossa Nutricionista, conseguimos adaptar seus hábitos alimentares culturais a nova realidade do Brasil. Isso foi de vital importância para a saúde de toda a família e em especial do Benito.

Marly (pai) também esteve bastante adoentado com varias internações no Miguel Couto. Além de uma depressão bastante profunda, que foi tratada por nossos parceiros do departamento de Psiquiatria da Med PUC-RJ, teve que fazer uma cirurgia de hérnia escrotal.

Arlette fez curso profissionalizante de Cabeleireira, Maquiagem, Informática e Inglês. Conseguia alguma renda informal fazendo tranças e maquiagem na comunidade que viviam.

Devido a documentação ilegal Arlette não conseguia trabalho formalmente, resolvemos então ir em busca de caminhos para resolver problema. Tentamos diferentes caminhos para ajudar a família com a regularização de seus documentos. Com a ajuda de parceiros e doadores conseguimos regularizar a documentação da família que foi fundamental para novas oportunidades de trabalho e estudo.

Logo após esta com todos os documentos Arlette que teve a oportunidade de trabalhar em um salão de cabelereiro onde se destacou muito das demais funcionárias pelas diversas habilidades que desenvolvia.

A renda familiar aumentou e eles conseguiam melhorou muito a qualidade de vida.

Atualmente a família reside no EUA.